Fantasmas da floresta

Fantasmas da Floresta nasce da fusão entre a incursão artística de Marcus Maeder na captura de sons da Região Amazônica e a pesquisa de Yara Costa junto a expressão identitária indígena da Amazônia e as coreografias desenvolvidas para companhia Índios.com. 

 

Da aproximação entre som e movimento, nasce um novo conjunto de trabalho que tenta borrar as fronteiras entre corpo e floresta, ciência e saberes tradicionais e refletir sobre o possível desaparecimento da floresta tropical e seus habitantes humanos e não humanos. O trabalho vem de uma parceria Brasil-Suiça, patrocinado pelo programa Pro-Helvetia Coincidencia e nos convidará a refletir sobre a aceleração de extermínio da vida e seus vestígios em decorrência do coronavírus e da atual conjuntura política na Amazônia.